Empregada doméstica tem direito ao PIS?

19 comentários
Empregada doméstica tem direito ao PIS?

Muitas empregadas domesticas se perguntam se tem ou não direito ao abono salarial do PIS, mas em sua definição o PIS é o Programa de Integração Social que foi criado pelo governo federal em 1970, com o objetivo de promover a integração dos trabalhadores na vida e no desenvolvimento das empresas, viabilizando melhor distribuição da renda por meio de benefícios como o Abono Salarial.


Através do PIS todo trabalhador cadastrado e que esteja dentro dos critérios estabelecidos tem direito a 1 salário mínimo.


Conforme definição do PIS, a empregada domestica não está ligada a uma empresa, pessoa jurídica e sim a um empregador, pessoa física, portanto não tem direito ao PIS. Esta regra não se aplica somente à categoria das empregadas domesticas, mas a todos os trabalhadores domésticos que trabalham para uma pessoa física.

Curta a fan page para mais informações


Vejamos quem não tem direito ao abono salarial do PIS

Quais são as categorias de trabalhadores que não têm direito ao benefício?

  • Trabalhadores urbanos vinculados a empregador Pessoa Física;
  • Trabalhadores rurais vinculados a empregador Pessoa Física;
  • Diretores sem vínculo empregatício, mesmo que a empresa tenha optado pelo recolhimento do FGTS;
  • Empregados domésticos;
  • Menores aprendizes.
Veja também:

19 comentários:

  1. nossa trabalhei 5 anos em trabalho domestico carteira acinada e não tenho direito a pis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pode la com a carteira de trabalho que eles me falaram que empregados domésticos tem sim direito ao pis

      Excluir
  2. pois e meu esposo tem 15 anos de trabalho domestico e um absurdo negar direito a quem mais trabalha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também concordo, é um trabalhador como qualquer outro. Mas a boa noticias é que no ano passado um projeto de lei foi aprovado no Senado concedendo direito ao abono salarial do PIS para empregados domésticos e trabalhadores rurais, mas falta este projeto virar lei para estas duas categoria terem direito ao abono do PIS.

      Vamos torcer para que não demore muito.

      Excluir
  3. Se recolhe inss e gps por que não aprovar logo essa lei e conceder o beneficio ao trabalhador domestico também, que trabalha tão quanto ou mais que os outros. Absurdo!

    ResponderExcluir
  4. Se recolhe inss e gps por que não aprovar logo essa lei e conceder o beneficio ao trabalhador domestico também, que trabalha tão quanto ou mais que os outros. Absurdo!

    ResponderExcluir
  5. Se recolhe inss e gps por que não aprovar logo essa lei e conceder o beneficio ao trabalhador domestico também, que trabalha tão quanto ou mais que os outros. Absurdo!

    ResponderExcluir
  6. Pensamos, no Brasil, em requerer nossos direitos. Porém, devemos nos perguntar se estamos cumprindo nossos deveres, com respeito, responsabilidade, pontualidade, ausência de faltas, disposição e boa vontade. Além disso, se hoje o empregado doméstico está equiparado na justiça do trabalho a qualquer outro trabalhador, tendo obtido os mesmos direitos, então DEVE pagar Imposto de Renda. Contribuir, assim, mesmo em percentagem mínima com a distribuição da renda e melhorias nos serviços públicos. Direitos sem Deveres é injustiça e anarquia. Democracia depende de TODOS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas sempre pagou, só ter renda acima de 2500 reais.

      O difícil é encontrar empregados de pessoas física que ganham esse valor.

      Excluir
    2. TREKA, voce é uma ignorante.vai ver nem sabe o que é imposto de renda pra fazer um comentario deste, voce sim deve ser uma anarquista......

      Excluir
  7. isso e um vergonha trabalhei 4 ano de carteira assinada como domestica e nao tenho direito a receber os mesmo direito dos outros trabalhador.

    ResponderExcluir
  8. O Brasil é o único país (do grupo ao que queremos ser comparados) em que os empregadores (PF ou PJ) recolhem impostos e taxas estras para os empregados, além do seu salário. Décimo Terceiro, 1/3 de férias, PIS, FGTS, GPS, ...... só servem para reforçar o quanto o Brasileiro gosta de receber "mesada", de receber sem trabalhar, de pensar e agir como TERCEIRO MUNDO. Enquanto TODAS essas (antigas) compensações para baixos salários não forem extintas, dificilmente o país prosperará.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pague mais para os seus funcionarios e eles nao precisarão dessa, "mesada" ......fica a dica.

      Excluir
    2. E voce deve ser algum empresario que gostaria de ter trabalho escravo. por causa de pensamentos igual ao seu que este pais não vai pra frente,trabalho a 17 anos de domestica e to revoltada por não ter se quer direito a um fgts absurdo, seja felis com seu alto salario....

      Excluir
  9. Acho uma pouca vergonha, essa lei , porque todos trabalhadores teria que ter direito....
    porque somos nós ficamos administrando suas casas ficam com esse Pais ladrão crescendo cada vez mais e o pobre fica se lascando só com seu miseravél salário.que mal da pra comer,na esperança de no seu aniversario receber o PIS esse Pais é a verdadeira droga..,,,,,

    ResponderExcluir
  10. E uma vergonha mesmo todos somos trabalhadores e temos que ter direitos iguais.ABSURDO

    ResponderExcluir
  11. povo brasileiro tem que fazer um greve a respeito dessas coisa porque isto e um pouca vergonha empregado domestico não paga imposto igual os outros? porque nos não tem direito uma coisa favor o pobre e difícil aprovar mais a favor de político e do dia pro outro e nos que paga o salario deles o pobre esta ferrado coisa tão fácil de resolver e só deus na nossa vida deixar que morto de fome por dinheiro estes politico pensa que vai morrer vai levar tudo

    ResponderExcluir
  12. Um absurdo, antes eu trabalhava eu recebia, só foi eu começar a trabalha como domestica eu pedi esse direito, só por q somos domestica , trabalhamos como todos, não somos cachorro lixo, temos q aprender a votar isso sim, esse ano pessoal, vamos ver bem quem estamos votando.

    ResponderExcluir

SITE NÃO OFICIAL: Aqui você encontra tudo sobre o PIS e informações sobre benefícios sociais.