Caixa Abono Salarial: Calendário, consulta

O abono salarial é um dos principais direitos do trabalhador brasileiro. Saiba a seguir como funciona e tire suas dúvidas sobre o tema!

Anualmente os trabalhadores brasileiros recebem o abono salarial, o qual é baseado na quantia de meses em que o trabalhou durante o chamado ano base e para usufruir é necessário ter recebido no referido período o equivalente a até dois salários mínimos mensais.

O abono salarial é também conhecido como Programa de Integração social ou simplesmente PIS, e é destinado à trabalhadores do setor privado.

Quer tirar todas as suas dúvidas sobre o abono salarial? Continue lendo a seguir e se informe.

O que é o PIS

O Programa de Integração Social (PIS) é uma espécie de poupança do trabalhador administrada pelo Governo Federal.

Tal programa foi criado no ano de 1970 por meio da Lei nº7, desde então, o mesmo passou por algumas alterações sendo a principal a mudança no calendário de pagamento, o qual era realizado quando o trabalhador se aposentasse e hoje em dia é pago anualmente.



O pagamento é feito anualmente, com base em um calendário divulgado pela Caixa Econômica Federal. Dessa forma, é necessário que o trabalhador se atente as datas do pagamento, para que não perca o prazo para saque.

O que é o abono salarial?

O abono salarial é a mesma coisa que o PIS e o PASEP, sendo então uma forma popular de nomear tais benefícios.

Tudo sobre CAIXA Abono Salarial

O abono salarial da Caixa:
  • É administrado pela Caixa Econômica Federal;
  • É destinado a trabalhadores do setor privado;
  • É pago anualmente com base em calendário divulgado pela Caixa;
  • Para receber é necessário cumprir com os requisitos pré-estabelecidos (conforme exposto abaixo).

Quem tem direito ao abono no salarial 2019?

Para ter direito ao abono salarial (PIS-PASEP) é necessário que o trabalhador siga os seguintes requisitos:

  • Deve estar matriculado por período igual ou superior a 5 anos nos referidos programas (consulte a data de emissão da sua carteira de trabalho);
  • Deve ter trabalhado por no mínimo 30 dias no ano-base (em 2019, o ano base é 2017) com registro em carteira;
  • A remuneração obtida no ano base não pode ter sido superior a dois salários mínimos (mensal). Atenção: a Reforma da Previdência quer reduzir a quantia para 1 salário mínimo;
  • O empregador deve ter entregado a Relação Anual de Informações Sociais ao Ministério do Trabalho com as devidas informações.





    Calendário do PIS 2019-2020

    O calendário do PIS varia em função da data de nascimento do trabalhador, sendo que:

    As datas variam de acordo com o mês de nascimento do trabalhador, as quais:

    1. Nascidos no mês de janeiro: 17/01/2018 a 28/06/2019;
    2. Nascidos no mês de fevereiro: 17/01/2018 a 28/06/2019;
    3. Nascidos no mês de março: 21/02/2018 a 28/06/2019;
    4. Nascidos no mês de abril: 21/02/2018 a 28/06/2019;
    5. Nascidos no mês de maio: 14/03/2018 a 28/06/2019;
    6. Nascidos no mês de junho: 14/03/2018 a 28/06/2019.
    7. Nascidos no mês de julho: 26/07/2018 a 28/06/2019;
    8. Nascidos no mês de agosto: 16/08/2018 a 28/06/2019;
    9. Nascidos no mês de setembro: 13/09/2018 a 28/06/2019;
    10. Nascidos no mês de outubro: 18/10/2018 a 28/06/2019;
    11. Nascidos no mês de novembro: 20/11/2018 a 28/06/2019;
    12. Nascidos no mês de dezembro: 13/12/2018 a 28/06/2019.

      Como consultar o PIS 2019

      A consulta do PIS 2019 deve ser feita da seguinte forma:
      • Cadastre uma senha, preenchendo as informações solicitadas;
      • Faça login utilizando o número PIS/PASEP;
      • Clique em PIS
      • Clique em consulta a pagamento

      Como e onde fazer o saque

      O saque do PIS pode ser feito em qualquer agência ou correspondente da Caixa Econômica Federal, para tanto é necessário levar: cartão cidadão e documento pessoal com foto.

      Quem é correntista da Caixa não precisa se preocupar com a realização do saque do abono, uma vez que a quantia é creditada na conta do trabalhador em data prevista pelo cronograma.

      Qual a diferença entre o abono do PIS e do PASEP?

      Depois da Constituição Federal (1988) os Programas PIS e PASEP (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) foram unificados e a diferença entre eles é que o PIS é destinado aos trabalhadores do setor privado e o PASEP é destinado aos trabalhadores do setor público.

      Além disso, o PIS é administrado pela Caixa e o PASEP pelo Banco do Brasil e ambos divulgam calendários diferentes para o pagamento do benefício.

      Calendário do PASEP

      Já o calendário PASEP varia em função do dígito final da inscrição no programa, sendo que:
      1. De 26/07/2018 a 28/06/2019 final de inscrição é 0;
      2. De 16/08/2018 a 28/06/2019 final de inscrição é 1;
      3. De 13/09/2018 a 28/06/2019 inscrição é 2;
      4. De 18/10/2018 a 28/06/2019 inscrição é 3;
      5. De 20/11/2018 a 28/06/2019 inscrição é 4;
      6. De 17/01/2019 a 28/06/2019 inscrição é 5;
      7. De 21/02/2019 a 28/06/2019 inscrição é 6 ou 7;
      8. De 15/03/2019 a 28/06/2019 inscrição é 8 ou 9.

      Cabe ressaltar que os calendários do PIS e do PASEP do ano de 2020 ainda não foram divulgados oficialmente, entretanto, é possível obter a informação aproximada com base nos calendários expostos acima, basta substituir o ano.

      Compartilhe:

      Receba informações via email (gratis):

      SITE NÃO OFICIAL: Aqui você encontra tudo sobre o PIS e informações sobre benefícios sociais.