Calendário do Bolsa Família 2020

Você sabe como se cadastrar e verificar o calendário do Bolsa Família 2020? Descubra nesse artigo como fazer.


O Bolsa Família é um programa assistencialista do governo, que busca proteger àqueles que não possuem margem de renda mínima. Ele visa garantir às famílias uma condição mínima de sobrevivência através da alimentação e da educação.

O programa atende a população de baixa renda, visando ajudar essas famílias a um acesso a melhores condições de vida. Confira abaixo o calendário do Bolsa Família 2020

O que é o Bolsa Família

O Bolsa família é um recurso oferecido pelo governo federal com o objetivo de propiciar à população de baixa renda uma garantia de subsistência. Ele funciona através de transferência de renda direta às famílias menos favorecidas, visando retirá-los da margem de pobreza.

O programa do Bolsa família possui como objetivos principais:
  • Combate para erradicação da fome
  • Promover uma garantia mínima de subsistência à população de baixa renda
  • Auxiliar a diminuição da pobreza no país
  • Garantir o acesso da população a serviços públicos de qualidade
  • Promover uma assistência social á população menos favorecida
  • Garantir o acesso á educação, saúde e demais condições mínimas de sobrevivência da população
O banco responsável pelo cadastro e gerência do benefício é a Caixa Econômica federal. Para garantir a continuidade do benefício, é preciso estar sempre com a documentação necessária sempre atualizada e formalizada.

Quem pode receber o Bolsa Família 2020

O objetivo é atender as famílias de extrema pobreza, com renda entre R$ 89,00 até R$ 178,00 por pessoa. Contudo, famílias com gestantes e crianças entre 0 e 15 anos consideradas pobres, também participam do programa.




Para se inscrever no calendário do Bolsa Família 2020, é preciso estar cadastrado no cadastro único de programa sociais do governo, atualizado por um mínimo de 2 anos.

Contudo, a inscrição não insere imediatamente o solicitante no programa, sendo chamado de acordo com o sistema do governo federal.

Cadastro para o calendário do Bolsa Família 2020

Ao verificar a possibilidade de enquadramento no programa, é preciso se cadastrar para o calendário do Bolsa Família 2020. São estes os documentos necessários para efetivar o cadastramento:
  • Identidade, CPF e título de eleitor, se maior de 18 anos
  • Certidão de nascimento para quem não possui RG e CPF
  • Certidão de casamento
  • Carteira de trabalho
  • Comprovante de endereço atualizado
Então, para fazer o cadastro é preciso seguir os seguintes passos:
  • Um membro da família será o responsável por reunir os documentos e fazer o cadastro único no CRAS da cidade
  • Solicite, simultaneamente, o enquadramento no calendário do Bolsa Família 2020
  • Aguarde ser chamado pelo órgão do Ministério do desenvolvimento Social
Ao ser aprovado o seu cadastro junto ao órgão, será enviado para a residência do novo beneficiário o cartão do Bolsa Família. Então, para desbloqueá-lo, é preciso ir com RG e CPF até uma agência da Caixa Econômica Federal.

O cadastro único é a plataforma do governo que armazena os dados de toda a população carente do país. Bem como é através dele que todos os demais programas assistencialistas são oferecidos para a população de baixa renda.

Não é requisito obrigatório, mas o cadastro único é melhor, preferencialmente, ser efetuado por alguém do sexo feminino da família. Geralmente, são as mães ou alguém de chefia na casa quem efetua esse cadastro.

Valor do Bolsa Família 2020

O valor correspondente ao calendário do Bolsa família 2020 é calculado de acordo com a quantidade de pessoas inseridas na família. Então, é preciso saber em que faixa de valores se enquadra o beneficiário, como descrito a seguir:
  • Benefício básico: Para pessoas de extrema pobreza. O valor é de R$ 89,00 por mês
  • Benefício variável: Famílias que possuam gestantes ou crianças entre 0 até 15 anos em sua composição. Recebem entre R$ 41,00 a R$ 205,00 mensal
  • Benefício para superação de extrema pobreza: Valor adicionado de acordo com os cálculos do órgão responsável ao Bolsa Família
As famílias enquadradas no rol de extrema pobreza, podem acumular benefícios ao valor do Bolsa Família. Contudo, esses valores são acumulativos no máximo até R$ 372 mensal.

Contudo, até o momento não foi divulgado pelo órgão responsável nenhum valor de ajuste para o calendário do Bolsa Família 2020. Então, para consultar aumento do valor do benefício, é necessário aguardar informações do MDS.

Como sacar o Bolsa Família 2020

O saque do Bolsa Família deve ser feito com o cartão e o RG em mãos, nos respectivos locais de atendimento:
  • Agências da caixa Econômica Federal
  • Loterias conveniadas com a Caixa Econômica Federal
  • Postos de atendimento do Caixa Aqui
Ao terminar o saque, o beneficiário recebe o comprovante de pagamento. É importante observar as informações nele contida, para garantir o correto pagamento do benefício.

Caso deseje consultar o saldo do Bolsa Família sem sair de casa, pode acessar o benefício pela internet, no site da Caixa Econômica. Bem como pelo telefone de contato do 0800 726 02 77.

Considerações Finais

O Bolsa Família é um programa assistencialista do governo federal. Ele possui a finalidade de garantir um mínimo de subsistência às famílias de extrema pobreza no país.

É uma ótima solução imediata para ajudar a retirar essas pessoas da margem da pobreza extrema. Atualmente, este programa auxilia cerca de 14 milhões de pessoas em todo o território nacional.



Compartilhe:

Receba informações via email (gratis):

SITE NÃO OFICIAL: Aqui você encontra tudo sobre o PIS e informações sobre benefícios sociais.