Aluguel Social 2018: Saiba tudo sobre o benefício e como participar

O Governo Federal possui vários programas de assistência social, um deles é o Aluguel Social 2018, que é um benefício desenvolvido recentemente e por isso não é muito conhecido.


 Para saber tudo sobre o Aluguel Social 2018 continue a leitura!

O que é Aluguel Social 2018?

O Aluguel Social 2018, também conhecido como Bolsa Aluguel, é um programa assistencial criado pelo Governo Federal no intuito de amparar famílias ou pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade em relação à moradia.

Esse benefício visa garantir moradia de qualidade para famílias desabrigadas por desastres naturais, famílias que se encontram em áreas consideradas de risco ou por causa Obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC). O programa Aluguel Social 2018 também objetiva atender famílias carentes que vivem em situações precárias de moradia.

Veja também:

Como funciona o Aluguel Social 2018?

A família beneficiada pelo programa recebe o valor correspondente ao custo de um aluguel popular. O aluguel Social 2018 é um benefício de caráter temporário concedido por 12 meses, porém pode ser prorrogado. O valor do benefício pode chegar a R$ 500,00.



O programa Aluguel Social 2018 é amparado pela lei 8.742/93 que garante amparo para as pessoas em casos de eventos de vulnerabilidade social ou calamidade pública.
Porém, o programa é algo muito restrito ainda, isso porque são poucos estados brasileiros que participam, são eles: 
  • Rio de Janeiro;
  • Minas Gerais;
  • São Paulo;
  • Santa Catarina;
  • Rio Grande do Sul.
Para receber o Aluguel Social 2018 é necessário saber primeiro quem tem direito ao benefício, visto que a burocracia para participar deste programa é grande o que o torna ainda mais restrito.

aluguel social 2018


Quem tem direito ao Aluguel Social 2018?

Sendo um programa que é administrado pelas prefeituras locais as regras variam, porém no geral as famílias beneficiadas são: 
  • Famílias inscritas no bolsa família;
  • Cadastradas no CadÚnico do Governo Federal;
  • Famílias que participam do programa “Tarifa Social de Energia Elétrica”;
  • Famílias que tenham participado de catástrofes naturais;
  • Famílias desabrigadas por causa Obras do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) ou que vivem em áreas de risco.

Como requerer o benefício?

Caso você se encaixe em alguma dessas especificações, para solicitar o Aluguel Social 2018 é necessário realizar um cadastro na Prefeitura Municipal da sua cidade. Após a realização do cadastro a prefeitura fará uma análise dos dados e se for aprovado para o benefício o cidadão passa a receber mensalmente o valor do aluguel, que é depositado diretamente na conta da imobiliária ou do proprietário do imóvel.

Também é possível que a família ou pessoa em questão seja encaminhada para programas habitacionais.

O aluguel Social 2018 é uma ferramenta de muita importância na prestação de ajuda emergencial e garante a todos que se encaixam nos requisitos amparo temporário até a situação de vulnerabilidade melhorar ou a família ser inclusa em algum programa habitacional.

Ficou com dúvidas sobre Aluguel Social 2018? Deixe nos comentários. 

Compartilhe:

Receba informações via email (gratis):

SITE NÃO OFICIAL: Aqui você encontra tudo sobre o PIS e informações sobre benefícios sociais.