PIS 2014 último pagamento para quem tem conta na Caixa

Comente
Saiba todas as informações sobre o PIS 2014 último pagamento para quem tem conta na Caixa.

Esse ano o Ministério do Trabalho adotou um calendário para quem tem conta na Caixa, antes os beneficiários que tinham conta na Caixa recebiam o pagamento do PIS no mês de julho. Com essa nova medida o pagamento foi dividido em 4 lotes, com 4 datas de pagamento diferentes, conforme mês de nascimento.

Quem nasceu nos em julho, agosto e setembro pagamento no dia 15 de julho, quem nasceu em agosto, setembro e outubro, dia 14 de agosto, para os nascidos em janeiro, fevereiro e março, 16 de setembro e finalmente os nascidos em abril, maio e junho, 14 de outubro.
Segundo as informações do governo, o objetivo desta divisão foi tirar a concentração de pagamento em um único mês, facilitando assim a  vida de todos. A grande maioria dos trabalhadores que recebem nesta modalidade não gosto desta medida.
PIS-2014-ultimo-pagamento

PIS 2014 último pagamento para quem tem conta na Caixa

Para os nascidos em abril, maio e junho, portanto, os últimos a receber o PIS 2014 a data de pagamento é neste dia 14 de outubro, a ultima data de pagamento para quem tem conta na Caixa.

Mas mesmo que por algum motivo você não consiga receber pagamento do PIS 2014 neste dia, vai poder receber até de 30 de junho de 2015. 

lembrando que há alguns motivos que levam correntistas da Caixa a não conseguir fazer o saque do PIS, vamos saber quais:
  • A conta não ser individual, ou seja, tenta conta conjunta
  • Não ter saldo em conta 
  • Não tiver movimentado a conta nos últimos 90 dias
  • Dados cadastrais divergentes 
E se por acaso não consiga receber mesmo estando com a conta em dia, saiba o porque de muitas pessoas não conseguir receber o PIS:

Calendário do PIS 2014 para quem tem conta na CAIXA



Leia Mais...

Não recebi meu PIS o que fazer

9 comentários
Não recebi meu PIS o que fazer? É uma pergunta que muitos trabalhadores se fazem durante o período de pagamento do PIS. Especialmente neste ano do pagamento do PIS 2014, venho notando que as reclamações e as dúvidas sobre o não recebimento do PIS aumentaram muito.

Mas o que pode estar acontecendo para para tantas reclamações? São milhares de pessoas com o mesmo questionamento: não recebi meu PIS o que fazer? Vou falar aqui falar quais são os possíveis erros que podem estar acontecendo para que você não tenha recebido seu PIS e também vou falar o que fazer, mas é bom ficar claro que nem sempre em todos os casos a solução estará aqui. Sem falar que cada caso é um caso. De maneira geral deixarei aqui algumas explicações pontuais sobre o não recebimento do PIS.

Quem tem direito ao PIS

Todos sabem que para ter direito ao PIS é preciso ter cadastro há pelo menos 5 anos no PIS; ter trabalhado de carteira assinada no ano anterior ao do pagamento por pelo menos 30 dias, ter recebido remuneração média mensal de dois salários mínimos e ter seus dados informados na RAIS corretamente e enviado ao Ministério do Trabalho dentro do prazo estabelecido pelo governo.

A RAIS é a Relação Anual de Informações Sociais e ai que reside muitos dos problemas para o não recebimento do PIS.

Agora que já sabe quem tem direito ao PIS, vamos direto assunto.
Não recebi meu PIS o que fazer

Não recebi meu PIS o que fazer 

Considero três motivos básicos para o trabalhador não receber o PIS, lógico que há vários outros, mas estes três são os mais comuns, preste muita atenção e veja se você não recebeu o PIS por um destes motivos:
  1. RAIS NÃO INFORMADA
  2. ERRO DE DIGITAÇÃO
  3. 13º SALARIO

RAIS NÃO INFORMADA - Não recebi meu PIS o que fazer

Esse é um dos grandes motivos para o não pagamento do PIS aos trabalhadores, muitas empresas simplesmente não informam os dados do empregado na RAIS e isso ocorre por vários motivos, um deles é a empresa não enviar a RAIS, o outro é enviar e esquecer de colocar os dados de um ou mais funcionários. Se acontecer o trabalhador não irá receber o PIS, pois o envio da RAIS é necessário para o MTE saber todas as informações e se o trabalhador está enquadrado para ter direito ao PIS. 

Para resolver este caso, o trabalhador deve antes de qualquer coisa Consultar RAIS Trabalhador e se certificar se a empresa enviou a RAIS, caso não tenha enviado, suas informações procure a empresa e peça para ela enviar uma RAIS retificadora. A empresa vai enviar uma RAIS com a inclusão de seus dados e assim receberá o PIS..

No caso da empresa não ter enviado a RAIS dentro do prazo estabelecido em lei para o ano-base, ela pode enviar uma RAIS extemporânea, ou seja, fora do prazo. Lembrando que, o empregador que enviar a RAIS fora do prazo está sujeito à multa.

Há um prazo estabelecido na Resolução 731 de 11-06-2014 no art. 2, parágrafos 1° e 2° que diz:
O pagamento do abono salarial aos beneficiários identificados no processamento da RAIS extemporânea, entregue ao Ministério do Trabalho até 30 de setembro de 2014, será disponibilizado pelos agentes pagadores a partir de 01 de novembro de 2014.

Após a data estabelecida no parágrafo anterior, a regularização cadastral da RAIS extemporânea somente será processada para disponibilização de pagamento quando for o caso, juntamente com o exercício financeiro seguinte ao abono.

ERRO DE DIGITAÇÃO - Não recebi meu PIS o que fazer

Esse assunto tem um pouco a ver com o anterior, muitos trabalhadores deixam de receber o PIS por um erro de digitação, se no preenchimento da RAIS foi colocado lá, por exemplo, que em um mês você recebeu R$ 9.000,00 (nove mil reais) ao invés de R$ 900,00 (novecentos reias) isso por um erro de digitação, pois foi colocado um zero a mais. Este fato vai te deixar fora do limite estabelecido para ter direito ao PIS.

Saiba que isso é até comum acontecer. Portanto, se não receber o PIS esse pode ser seu caso, terá que ver o que foi informado na RAIS e solicitar que a empresa corrija e envie uma RAIS retificadora

13° SALÁRIO - Não recebi meu PIS o que fazer

Há um equívoco quanto à inclusão do 13° salário como remuneração mensal, conforme o Manual da RAIS, onde lista detalhadamente quais os valores que devem e não devem ser informados como remuneração mensal, o 13° salário não deve ser informado como remuneração mensal, portanto não deve estar no cálculo para efeito de pagamento do PIS.

Abaixo segue link do Manual da RAIS com todas as informações sobre o que é considerado ou não remuneração mensal para o pagamento do PIS


Essas são alguns problemas e soluções para o questionamento do não recebimento do PIS.

Se acha que tem direito, questione, procure a empresa, vá até a CAIXA, tenho documentos para provar que tem direito.

Espero ter ajudo a esclarecer um pouco a dúvidas de todo que chegaram até aqui em busca de informações.

Não perca este direito que é seu, se informe, procure solução.

Boa sorte!
Leia Mais...

Consultar PIS

3 comentários
Consultar PIS é uma necessidade que todo trabalhador mais cedo ou mais tarde terá, pois o PIS é um dos maiores benefícios sociais do Brasil. O valor do abono salarial equivale a um salário mínimo e funciona como uma espécie de décimo quarto salário para milhões de brasileiros, por isso é importante saber consultar PIS de todas as maneiras existentes.

É através dele que o governo federal faz o pagamento há milhões de cidadãos. Todo ano o trabalhador passa pela mesma dificuldade para consultar PIS, pois na época que antecede o pagamento é o período de maior pico na página da Caixa onde a consulta do PIS é feita.

O que é o PIS

O PIS é um programa de transferência de renda, criado na década de 70 pelo Governo Federal, a sua sigla significa Programa de Integração Social. Tem como objetivo integrar o trabalhador na vida e no desenvolvimento da empresa.

Agora que já sabe o que é o PIS é importante saber quem tem direito ao PIS

Quem tem direito ao PIS

Para ter direito ao PIS não basta ter apenas a carteira assinada. Além disso, o trabalhador precisa estar enquadrado em requisitos legais. Como ter trabalhado pelo mínimo de 30 dias consecutivos ou não.

Ter recebido até dois salários mínimos no ano anterior de remuneração média mensal, para conhecer qual sua renda mensal saiba como calcular o PIS. Outro requisito importante é que a empresa que trabalhou no ano-base tenha enviado a RAIS com todas as informações corretas ao Ministério do Trabalho.

É possível consultar a RAIS Trabalhador para saber se a empresa enviou a RAIS.

Consultar PIS

Antes de qualquer coisa o PIS é um programa administrado pela Caixa Econômica Federal e é neste órgão que você encontra todas as informações necessárias sobre o PIS.

Para consultar PIS de maneira simples, sem ter que ir a uma agencia e pegar aquelas filas intermináveis a Caixa criou uma pagina para se fazer esta consulta.

No link abaixo é possível consultar PIS informando o número do PIS ou Pasep e a senha da internet.
Consultar PIS

Caso não possua uma senha cadastrada, clique em cadastrar senha e espere até o dia seguinte. Depois basta acessar a pagina e consultar o saldo e o extrato do PIS e a data de pagamento.

Também poderá consultar PIS pelo telefone, através da Central de Atendimento no numero 0800 726 0207, mas também pode consultar PIS pela maneira tradicional, basta ou procurar qualquer Agência da CAIXA.


Leia Mais...

Trabalhador rural tem direito ao PIS?

Comente
O trabalhador rural pode ter direito ao PIS, veja qual a condição básica para que ele tenha este direito assegurado.

Todos sabem que o PIS é um benefício pago anualmente a todos os trabalhadores que trabalham com carteira assinada, desde que estejam enquadrados em alguns requisitos exigidos pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Veja abaixo quais são estes requisitos para ter direito ao PIS.


Mas mesmo o trabalhador que tenha carteira assinada, que tenha recebido no ano-base até 2 salários mínimos pode não ter direito ao PIS, e esse pode ser o caso do trabalhador rural.

O pagamento do PIS é feito a partir de julho e termina em junho do ano seguinte, o pagamento é realizado conforme mês de nascimento do trabalhador.

Trabalhador rural tem direito ao PIS?

Trabalhador rural tem direito ao PIS

O trabalhador rural tem direito ao PIS desde que ele esteja vinculado a uma pessoa jurídica, ou seja, desde que o empregador tenha CNPJ e contribua com o PIS/PASEP, como uma empresa agrícola, caso contrário o trabalhador rural mesmo que tenha carteira assinada não terá direito ao PIS.

Mas esta regra não é valida apenas para o trabalhador rural, o empregado doméstico também não tem direito ao PIS, por que está vinculado a uma pessoa física.

Projeto de lei aprova pagamento do PIS para trabalhador rural

Em 2013 foi aprovado um projeto de lei que diz que o trabalhador rural tem direito ao PIS.
Alei atual determina que o abano salarial do PIS seja pago para quem esteja cadastrado há 5 anos no PIS, tenha trabalhador com carteira assinada por pelo Mn eos 30 dias no ano anterior ao pagamento e recebido até dois salários. Conforme o projeto de lei PLS (165/2012) veja o que deve ser feito para que o trabalhador rural e o empregado doméstico tenham direito ao PIS:

Como fonte para custear o abono, o empregador pessoa física, urbano ou rural, passará a recolher mensalmente a contribuição para o PIS-Pasep, com base no salário pago aos empregados. A medida está prevista no projeto, em artigo que modifica a lei que regulamenta a contribuição (Lei 9.715/1998).

Na justificação da proposta do autor do projeto classifica como “odiosa discriminação” o fato de os empregados de pessoas físicas terem sido excluídos do grupo de beneficiários do ¬abono salarial. Com o projeto, o parlamentar atende demanda de entidades representativas dos trabalhadores rurais, que lutam para que a categoria receba o benefício já pago aos empregados vinculados a pessoas jurídicas.

Se regulamento esta medida estenderá o abono salarial a pelo menos 1 milhão de trabalhadores rurais temporários e a 2 milhões de empregados domésticos.

Vale lembrar que ainda é um projeto de lei e ainda tramita no Senado.

Leia Mais...

Como saber se tenho direito ao PIS

42 comentários
Como saber se tenho direito ao PIS é uma dúvida recorrente para milhões de trabalhadores brasileiros. 

Todos os anos os brasileiros se fazem a mesma pergunta. Pois todos os anos a partir da segunda quinzena de julho começa o pagamento do PIS no valor de um salario mínimo vigente no ano.

Mas como saber se tenho direito ao PIS? Mais abaixo vamos explicar detalhadamente como sanar esta dúvida que atinge milhões de trabalhadores brasileiros.
Como saber se tenho direito ao PIS

Sobre o PIS

O PIS é o Programa de Integração Social, criado em 1970 pelo Governo Federal com a finalidade de integrar o funcionário ao desenvolvimento social da empresa, criado com a finalidade principal de transferir renda.

O PIS/PASEP como é conhecido é destinado ao trabalhadores da iniciativa privada no caso do PIS  e funcionários públicos no caso do PASEP. A Caixa Econômica Federal é o órgão responsável pelo pagamento do PIS e o Banco do Brasil responsável pelo pagamento do PASEP.

É importante lembrar que o cadastramento no PIS/PASEP é feito pelo empregador no primeiro emprego do trabalhador. Essa informação é importante para responder a pergunta de como saber se tenho direito ao PIS.

Como saber se tenho direito ao PIS

Como saber se tenho direito ao PIS é uma pergunta feita anualmente pelos trabalhadores, pois a lei não fala detalhadamente quem tem direito ao PIS, os órgãos competentes também não e isso faz com que o trabalhador fique com este questionamento, sem saber se tem ou não direito ao PIS, são inúmeras as dúvidas, mas vamos aqui tentar esclarecer ao máximo.

Quem tem direito ao PIS

Tem direito ao PIS todo trabalhador cadastrado no PIS há pelo menos 5 anos, ou seja, você deve contar a partir do seu primeiro registro em carteira, pois o empregado deve cadastra-lo no PIS na sua primeira admissão. Exemplo, se seu primeiro emprego foi em 2009, o empregador provavelmente fez seu cadastro no PIS e portanto, pode ter direito ao PIS 2014, desde que cumpra os outros requisitos abaixo.

Tem direito ao PIS todo trabalhador que trabalhou com carteira assinada pelo menos por 30 dias no ano anterior ao do pagamento do PIS, se por acaso trabalhou em 2013 com carteira assinada tem direito ao PIS 2014.

Tem direito ao PIS todo trabalhador que trabalhou ao menos 30 dias com carteira assinada e recebeu até dois salários mínimos no ano anterior ao do pagamento do PIS. O que vale é a remuneração média mensal, mesmo que se um mês ou outro você tenha recebido mais de dois salários mínimos, o que conta é que se a média dos seus salários no ano anterior foi de até dois salários mínimos. 

Outro ponto importante para saber se tem direito ao PIS é saber se a empresa enviou  a RAIS - Relação Anual de Informações Sociais, este é um formulário que toda empresa deve enviar ao Ministério do Trabalho anualmente num prazo estipulado de janeiro a março. A RAIS tem que estar com todas as informações preenchidas corretamente, lá estão contidos todos os valores recebidos pelo trabalhador durante o ano anterior, ou seja, se a RAIS não for entregue o trabalhador mesmo que preencha todos os requisitos citados acima, não terá direito ao PIS. Se a RAIS for entregue fora do prazo o trabalhador pode também perder o direito, por isso é necessário fazer uma Consulta para saber se a empresa enviou, abaixo tem um link onde poderá saber como consultar a RAIS.
Depois de pontuar todos os requisitos necessário para a pergunta Como saber se tenho direito ao PIS, é bom saber como calcular o PIS.

Como calcular o PIS

Para fazer o calculo do PIS não esqueça que você deve levar em consideração o valor do salário minimo do ano anterior ao do pagamento. Depois desta informações você precisa somar todos os salários recebidos no ano anterior e dividir pelo número de meses trabalhados, se o valor for até dois salários mínimos, terá direito.


Conclusão

Então, se você se enquadra nestas situações, tem direito ao PIS, tem que estar atento e verificar se a empresa informou na RAIS as informações corretas ou se realmente enviou a RAIS, pois este tem sido um dos principais motivos dos trabalhadores não receber o abono salarial do PIS

Espero que este artigo tenha esclarecido a pergunta de como saber se tenho direito ao PIS.





Leia Mais...

Extrato do PIS: Saldo e consulta online

11 comentários
Tirar o extrato do PIS pela internet e bem fácil e rápido. Em período de pagamento muitos trabalhadores ficam ansiosos por informações sobre o PIS.

Antes de explicar como ter acesso o extrato PIS e saldo online, é bom entender melhor o que é o PIS.
O PIS nada mais é do que um Programa de Integração Social, criado da década de 70 com o objetivo de integrar o funcionário ao desenvolvimento da empresa. Em resumo o PIS é um programa de transferência de renda.
Extrato do PIS

Através do PIS, todo o trabalhador que têm direito, recebe o valor de um salário minimo vigente no ano do pagamento. Para receber o pagamento do PIS, o trabalhador deve ter recebido até dois salários mínimos no ano anterior, trabalhado ao menos por 30 dias com carteira assinada, além de ter 5 anos de cadastro no PIS.

Essas são as condições básicas para ter direito ao PIS.

Acompanhe abaixo como consultar Extrato do PIS

Extrato do PIS: Saldo e consulta online

Como disse, para consultar o Extrato do PIS, saldo e consulta online acesse o link abaixo
https://servicossociais.caixa.gov.br/internet.do?segmento=CIDADAO01, lembre-se que deve ter em mãos o numero do PIS. Caso não tenha o numero do PIS, saiba como descobrir o numero do PIS.

Digite o numero do NIS ou PIS/PASEP e a senha da internet, caso não tenha a senha, cadastre uma. preencha todas as informações solicitadas na pagina.

Assim que preencher todos os campos, terá acesso ao extrato do PIS, saldo e consulta online, imprima se quiser.


Leia Mais...

Valor Salario Mínimo 2015

11 comentários
Saiba qual o valor salário minimo 2015.

Salário mínimo de R$ 788,06 a partir de 1º de janeiro de 2015.

O salário minimo foi criado na década de 30, no governo de Getúlio Vargas, mas só passou a vigorar no Brasil na em 1940.

Conforme nossa Constituição Federal de 1988 o salario minimo é direito de todo trabalhador, veja baixo o que diz a CF 1988:

 “São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender às suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim”.
Salário mínimo 2015

Salário Mínimo 2015 

O salário minimo 2015 está previsto para ser R$ 788,00 a partir de 1º de janeiro de 2015. O salario minimo passará de R$ 724,00 para R$ 788,00 um aumento de 8,8%. Este aumento será maior do que o 6,6% dado ao salário mínimo 2014.

A estimativa do salario minimo 2015 está no projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentarias) já enviado ao Congresso Nacional para aprovação.

O valor do salário mínimo 2015 está levando em conta a inflação de 5,3% para este ano e o crescimento econômico (PIB) de dois anos antes, ou seja, o crescimento econômico de 2013. 

De acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), o salario minimo ideal para suprir as necessidades básicas do trabalhador deveria ser de R$ 2.979,25

Leia Mais...
SITE NÃO OFICIAL: Aqui você encontra tudo sobre o PIS e informações sobre benefícios sociais.