PIS-PASEP: Prazo final para saque do abono salarial dia 30 de junho

PIS-PASEP: Prazo final para saque do abono salarial dia 30 de junho - Veja aqui todas as informações para sacar seu PIS/PASEP 2016, ano-base 2015. Se ainda não recebeu e tem direito, corra até uma agencia ou casa lotérica e saque seu dinheiro!



Saiba aqui todas as informações👇

PIS-PASEP: Prazo final para saque do abono salarial dia 30 de junho

O prazo final para sacar o Abono Salarial do PIS/PASEP 2016, ano-base 2015 é 30 de junho, mais de 1,8 milhão de trabalhadores ainda não procuraram uma agência bancária para retirar o benefício.

A maioria é das regiões Sudeste e Sul, sendo que quase um terço (520.747) é de São Paulo. Os demais estados com maior número de trabalhadores que ainda não sacaram o abono são, nesta ordem: Minas Gerais (189.635), Rio de Janeiro (184.816), Paraná (128.049) e Rio Grande do Sul (118.683).

Os trabalhadores tem poucos dias para efetuarem o saque  nas agencias da Caixa no caso do PIS e do Banco do Brasil, caso seja PASEP.

Se não não fizer este saque vai perder o direito ao abono salarial. Este dinheiro é seu, não PERCA O PRAZO!
Prazo final para saque do abono salarial dia 30 de junho

O que acontece se não sacar até dia 30 de junho?

Depois de 30 de junho que é o Prazo final para saque do abono salarial, o valor de até R$ 937 reais volta para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Ele será usado para o pagamento de benefícios como o Seguro-Desemprego e o Abono Salarial do próximo ano.

Veja:

Quem tem direito ao saque?

Têm direito ao Abono Salarial ano-base 2015 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, tenha trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2015 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos e tenha tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).



O valor do abono vai depender de quanto tempo a pessoa trabalhou com carteira assinada no ano-base. Se ela trabalhou durante os 12 meses, vai receber o valor total do benefício, que é de um salário mínimo (R$ 937). Se trabalhou por apenas um mês, vai receber o equivalente a 1/12 do salário (R$ 78) e assim sucessivamente.


Para saber se tem direito

O Ministério do Trabalho disponibiliza uma ferramenta de consulta para os trabalhadores saberem se tem direito ao Abono Salarial Ano-Base 2015. Basta acessar p site de consultar Abono Salarial (http://verificasd.mtb.gov.br/abono/), digitar o número do CPF ou do PIS/Pasep e a data de nascimento e consultar.

A Central de Atendimento Alô Trabalho do Ministério do Trabalho, que atende pelo número 158, também tem informações sobre o PIS/Pasep.


Como sacar

Para sacar o Abono do PIS, o trabalhador que tem Cartão Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica.

Se não tiver o Cartão Cidadão, pode receber o abono em qualquer agência da Caixa mediante apresentação de documento de identificação. Informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-726 02 07 da Caixa.

Os servidores públicos que têm direito ao Pasep precisam verificar se houve depósito em conta. Caso isso não tenha ocorrido, devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-729 00 01, do Banco do Brasil.

Fique atento: 👉 PIS-PASEP: Prazo final para saque do abono salarial dia 30 de junho!

Fonte: Ministério do Trabalho

Share/Bookmark

Carteira do Idoso: Como fazer, quem tem direito

Carteira do Idoso - É garantido por lei que os idosos tenham as suas prioridades, assim como pessoas com deficiência física, gestante e pessoas que dependam de algum tipo de atendimento especial.

Hoje no Brasil já podemos observar algumas placas sinalizando os espaço reservados para os idosos: Filas de banco e marcações nos transportes público.




Veja também:

Veja alguns dos direitos garantidos por lei

Além da Carteira do Idoso, outros direitos são garantidos. A partir dos 65 anos o idoso tem garantia total de transporte público gratuito, mas, se esse cidadão portar a Carteira do Idoso, poderá fazer viagens interestaduais sem pagar nada. Continue lendo e veja alguns dos seus direitos.

Saúde 

O idoso tem atendimento preferencial no SUS (sistema único de saúde). A distribuição de remédios para os idosos, principalmente aqueles que são de uso contínuo devem ser distribuído de forma gratuita.

Carteira do Idoso

Próteses e órteses também deverão ser gratuitas.

Transporte Coletivo

Maiores de 65 anos têm direito ao transporte coletivo público, como citado acima. Hoje, o comprovante dessa gratuidade é o RG (carteira de identidade). 

Torna-se obrigatório a reserva de no mínimo 10% dos assentos para os idosos (geralmente esses assentos são marcados com a cor amarela, ou com uma placa lateral).

Lazer e cultura

Todos os idosos têm direito à 50% de desconto nas atividades de esporte, cultura e lazer.

Trabalho

Proibido a discriminação por conta da idade, independente da vaga ofertada.



Carteira do Idoso

Muitas pessoas ainda não sabem dos seus direitos, e acabam não usufruindo deles por falta de informação. A Carteira do Idoso veio para garantir o transporte interestadual de forma gratuita ou até 50% do valor da passagem.

Vale ressaltar que é necessário possuir o Cadastro Único para fazer a carteira do idoso.

O cadastro único poderá ser feito no CRAS da sua cidade. Basta levar os seguintes documentos:
  • Documento com foto;
  • Comprovante de residência;
  • Carteira de trabalho
Após o cadastro único, o idoso receberá o seu NIS, que poderá ser utilizado também para outros benefícios sociais, como  Bolsa Família.

A carteira do idoso também é emitida pelo CRAS e tem um prazo de até 90 dias para ser entregue (contando a partir da inscrição do CRAS).

Quem tem direito a Carteira do Idoso

Tem direito a carteira do Idoso, todos que tem mais de 60 anos e que não possam comprovar renda de até dois salários mínimos.

Share/Bookmark

Consultar Abono Salarial 2017 PIS-PASEP : Novo Sistema

Consultar Abono Salarial 2017 PIS-PASEP, agora é possível consultar o abono salarial de outra forma, além de outras que já existem.

O ministério do Trabalho lançou um novo sistema, onde é possível saber os critérios para ter direito ao abono salarial do, um relatório por estado, onde está especificado o nome do beneficiário, CPF, data de nascimento, município e o banco onde recebe.



Consultar Abono Salarial PIS-PASEP : Novo Sistema

Consultar Abono Salarial 2017 PIS-PASEP
📣 #Atenção, trabalhador(a)! Consultar o PIS/Pasep ficou ainda mais fácil. 😉 Acesse o novo sistema e descubra de forma rápida e prática se você tem direito ao Abono Salarial 👉 https://goo.gl/7QkcJO.

Liga 0800 726 0207

Aqui você pode confirmar se você tem direito a sacar o seu Abono Salarial que o Governo Federal disponibilizou aos trabalhadores cadastrados no PIS/PASEP.

Para acessar o novo sistema acesse o link abaixo:
http://verificasd.mtb.gov.br/abono/

Informe o CPF ou PIS, data de nascimento e clique em consultar.


Passo a passo Consultar Abono Salarial 2017 PIS-PASEP 

Como já falamos acima, informe seu CPF ou numero do PIS e a data de nascimento e clique em consultar, como mostra na imagem abaixo:
consultar abono salarial
Depois que fizer a consulta, na próxima tela vai constar a data do próximo pagamento do PIS-PASEP, caso tenha direito, caso contrário irá aparecer a seguinte mensagem:


Nesta imagem numero do CPF ou PIS informado não possui direito, ou melhor, "não consta beneficio para os dados informados".

Se seu nome aparecer no resultado de consulta, você tem direito ao abono. Nesta caso poderá procurar o banco indicado na consulta até a data indicada, como ainda está sendo pago o PIS 2016, por isso mostra a data máxima de até 30/06/2017.

Quando já estiver em vigor o novo calendário do PIS 2017, vai constar  a data atual do calendário de pagamento do abono.

Duvidas sobre a consulta

Em caso de dúvidas ligue para os números
 158 ( Ministério do Trabalho);
0800 726 0207 (Caixa);
0800 719 0001 (Banco do Brasil);
4004 0001 (Capitais)




Relatório por estado

Com este novo sistema consultar abono salarial PIS-PASEP, agora é possível consultar também pelo estado, município,

Para fazer isso na pagina inicial do "consultar abono salarial PIS-PASEP" clique em relatório por estado.

Escolha seu estado, por exemplo, se for o Acre, vai clicar e um arquivo será baixado em pdf, lá poderá ver as seguintes informações:

  • CPF
  • Nome do beneficiário;
  • Nascimento;
  • Município;
  • UF;
  • Banco


Quais os critérios para ter direito ao PIS 2017


  • Ter sido cadastro há 5 anos ou mais no Programa PIS ou PASEP;
  • Deve ter sido empregado com carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano anterior, consecutivos ou não;
  • Seu salário não pode ter sido superior a dois mínimos;
  • A empresa precisa ter entregue a RAIS ao Ministério do Trabalho.

Outras formas de consultar abono salarial

Veja abaixo mais outras formas de fazer a consulta do abono do PIS.


Share/Bookmark

SINE Fácil Aplicativo - Ministério do Trabalho

Sine Fácil Aplicativo - Mais um programa do Governo Federal que visa reintegrar o cidadão no mercado de trabalho.

Hoje no Brasil já passam de 14 milhões de pessoas desempregadas por diversos motivos, principalmente pela instabilidade financeira que o país vem passando.





Veja abaixo algumas dicas e informações referente ao Sine Fácil: Como funciona; serviços disponíveis; como baixar, como usar:

Veja também: 

O Sine Fácil é um programa do Ministério do Trabalho e gerenciado pela Dataprev. Nele há um grande banco de dados de vagas de emprego que são atualizadas diariamente pelos profissionais responsáveis pelo funcionamento do aplicativo.

Como funciona o Sine Fácil

O aplicativo Sine Fácil funciona como um banco de dados de vagas de emprego. Empresas de todos os estados alimentam esse banco de vagas diariamente.

Aplicativo SINE Fácil

O usuário poderá realizar consultas das vagas utilizando os seguintes termos:
  • Estado/Cidade;
  • Nome da vaga.
Com o aplicativo também é possível consultar o benefício do seguro desemprego (situação, parcelas recebidas, parcelas a receber). Além disso, é possível salvar as vagas de emprego encontradas no app, agendar entrevista e mais.

Serviços Disponíveis no Sine Fácil

  1. Consultar Seguro Desemprego
  2. Entrevistas de emprego agendadas
  3. Consultar Seguro Desemprego
  4. Contratos de Trabalho
  5. Consultar Abono Salarial do PIS

Vídeo sobre o Sine Fácil: A vaga de emprego na palma da sua mão.





Download e cadastro Sine Fácil

Para usufruir do aplicativo Sine Fácil é necessário uma rápida autenticação, uma vez que com esse cadastro é possível acessar diversas informações do cidadão, não só consultar vagas.

Siga os passos abaixo para realizar o download do APP:


  1. Faça o download do aplicativo através deste link (Android);
  2. Efetue o seu cadastro por aqui ou através de um dos postos físico SINE;
  3. Será gerado um código QR que será escaneado pelo aplicativo instalado no seu smartphone.
Após todos esses passos, será possível realizar consultas no banco de vagas, verificar a situação de benefícios trabalhistas e outras informações relevantes para o trabalhador.

Share/Bookmark

Texto Reforma Trabalhista

O Texto da Reforma trabalhista foi aprovado no dia 26 de abril de 2017 e o plenário da Câmara concluiu a votação na madrugada do dia 27.

Foram 14 horas de votação e 296 votos a favor do relatório do deputado Rogério Marinho (PSDB_RN) e 177 contra.



Veja também:
O relator amenizou muitas das medidas apresentadas pelo Governo Federal, mas ainda assim há controvérsias e discordâncias, o que era de se esperar diante de algumas mudanças radicais no Texto da Reforma Trabalhista

Texto - Reforma Trabalhista – Alguns artigos

Art. 3. Não há mais a figura do grupo econômico por coordenação, ou seja, a identidade de sócios não é suficiente para caracterização de grupo econômico. Isso possibilita que, determinada empresa encerre suas atividades e reinicie com os mesmos sócios sob outra denominação sem arcar com as obrigações trabalhistas.

Art. 11. O crédito trabalhista que estiver sendo executado, se o processo permanecer sem movimentação por dois anos, o crédito é prescrito, podendo o próprio juiz do trabalho decretar sua extinção. Nas causas cíveis e tributárias o prazo é de cinco anos.

Art. 58. O Projeto exclui o pagamento das horas “in itinere”, ou seja, o tempo em que o trabalhador é renumerado pelo deslocamento até seu posto de trabalho e da saída do mesmo também.

Texto Reforma Trabalhista

Art. 75. Há previsão do trabalho do teletrabalho (trabalho a distância). No que se refere à aquisição, manutenção ou fornecimento dos equipamentos e da infraestrutura e reembolso das despesas será previsto em contrato.



Art. 134. Há possibilidade de fracionamento do gozo das férias, sendo um período mínimo de 14 dias e os demais de no mínimo cinco corridos cada um.

Art. 223. O dano extrapatrimonial (moral) foi categorizado em níveis leve, médio e grave definindo os limites de indenização em 5x, 10x e 50 vezes o último salário. Isso significa que os empregados que ganharem maior salário terão maior indenização, como se a dor humana obedecesse faixa salariais.

Art. 456. Define que compete ao empregado lavar seu uniforme, afastando a eficácia de inúmeras cláusulas de convenções coletivas.

Art. 457. Define que não integram o salário a ajuda de custo, vale-refeição, diárias, prêmio e abonos.

Art. 461. Inclui a contemporaneidade como requisito para equiparação e exclui a equiparação por paradigma remoto.

Alguns pontos considerados favoráveis

No Texto da Reforma Trabalhista alguns pontos podem ser favoráveis aos trabalhadores, como a regulamentação do trabalho remoto, que em muitas empresas do País já é adotado e também é realidade em muitos outros países e não tinha nenhuma regulamentação.

Outro ponto importante do Texto da Reforma Trabalhista é o parcelamento das férias e ainda a redução do intervalo da jornada de trabalho que poderá ser negociada com o empregador.
Outra importante mudança no Texto da Reforma Trabalhista é a mudança do texto atual da CLT que estabelece multa de meio salário mínimo regional por empregado não registrado.

Na nova proposta a multa é de R$ 3 mil e R$ 800,00 no caso de microempresas e empresas de pequeno porte. O que deve incentivar o cumprimento da legislação.

Share/Bookmark

Reforma da previdência social para servidores

A Reforma da Previdência Social atinge todas as categorias de trabalhadores e beneficiados da Assistência Social.

Em abril de 2017 um novo texto foi apresentado pelo relator Arthur Maia.


Mais brando e menos radical prevê mudanças nas aposentadorias, inclusive dos servidores.


Veja também:


Reforma da Previdência Social – Servidores

Diferentemente da primeira proposta da Reforma da Previdência Social para Servidores, que previa idade mínima de 65 anos e tempo de contribuição de 25 anos, a nova proposta do Relator Arthur Maia modifica e abranda o impacto dessa mudança.

O relator da Reforma da Previdência Social, deputado Arthur Maia, divulgou errata do texto em abril de 2017 e sinalizou que iria alterar a regra de transição para os servidores públicos. O movimento ocorreu um dia depois de nove entidades representativas de juízes e procuradores encaminharem manifesto a Maia .

O manifesto criticava a decisão de permitir paridade (direito de continuar recebendo os mesmos reajustes de quem está na ativa) e integralidade (direito a manter o salário integral de quando estava na ativa) apenas para servidores que se aposentarem com idade mínima de 65 anos.

Nova proposta para Servidores


Idade Mínima para aposentadoria integral:

  • 62 anos para mulher (a partir de 2036) 
  • 65 anos para homens (a partir de 2038).


Tempo de contribuição mínimo

  • 25 anos Benefício Integral
Reforma da previdência social para servidores


Benefício Integral

  • Somente depois de completar 40 anos de contribuição. 

Regras de Transição 

  •  Idade mínima de 53 anos para mulheres e de 55 para homens (mais 1 ano a cada 2 anos a partir de 2020). Mais um pedágio de 30% sobre o tempo de contribuição que faltar para atingir 35 anos (homens) e 30 anos (mulheres).



Professores

Pela proposta, professores se aposentariam com as mesmas regras dos demais trabalhadores (65 anos de idade e 25 de contribuição). Pelo texto do relator, professores seguirão regras diferentes com direito a regime especial.


Para policiais militares e bombeiros

Policiais militares e bombeiros também foram poupados das novas regras. Inicialmente, eles seriam incluídos, mas o governo voltou atrás.

Militares

Militares foram poupados das novas regras e ainda poderão acumular benefícios, como aposentadoria e pensão por morte.

Políticos

Apenas novos parlamentares entrarão nas regras gerais da reforma da Previdência proposta


Share/Bookmark

Data de pagamento do PIS para quem tem conta na Caixa

Data de pagamento do PIS para quem tem conta na Caixa - Abono salarial do PIS 2017/2018 no valor de até R$ 937,00 começa ser pago a partir da segunda quinzena de julho.

Começa a ser pago a partir dia 26 de julho o abono salarial do PIS 2017/2018 para quem tem conta na Caixa referente ao ano-base 2016.

Os trabalhadores que tem conta na Caixa Econômica seja ela conta corrente ou poupança terão o valor depositado automaticamente, desde que o trabalhador seja o único titular da conta.

O valor do abono do PIS será de R$ 937,00.


O que é PIS

O PIS é um programa criado pelo Governo Federal, que tem a finalidade de promover a integração do empregado na vida e no desenvolvimento das empresas, viabilizando melhor distribuição da renda nacional.


Quem tem direito ao saque:

Tem direito ao abono salarial do PIS 2017 os trabalhadores cadastrados no PIS ou PASEP até 2012, que tenham trabalhado no mínimo 30 dias, consecutivos ou não, no ano de 2016, com carteira de trabalho assinada por empresa, e que tenham recebido, em média, até dois salários mínimos mensais. 

Os dados destes trabalhadores precisam ter sido informados corretamente pela empresa ao Ministério do Trabalho e Emprego na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) do ano-base 2016. O Pagamento será proporcional em 2017


Como receber o PIS 2017 para quem tem conta na Caixa

O abono salarial do PIS 2017 será pago a partir da segunda quinzena de julho para quem tem conta na Caixa. Para receber o PIS o beneficiário deverá consultar seu PIS para saber se abono já está em sua conta e ir até uma Agência da Caixa,  terminais de autoatendimento ou correspondente Caixa Aqui e fazer seu saque.



~> Calendário do PIS 2017 para quem tem conta na Caixa


Data de pagamento do PIS para quem tem conta na Caixa

Data de pagamento do PIS para quem tem conta na Caixa

Para os trabalhadores que não possuem conta na Caixa e não estão vinculados a uma empresa conveniada poderão sacar o benefício a partir de segunda quinzena de julho, nos terminais de autoatendimento, casas lotéricas, Correspondentes Caixa Aqui ou Agências da Caixa.

Os benefícios serão liberados conforme o mês de nascimento do trabalhador.

Como consultar o PIS

Para saber se tem direito ao Abono Salarial ou aos Rendimentos do PIS, o trabalhador pode consultar o PIS pela internet (https://sisgr.caixa.gov.br/portal/internet.do?segmento=CIDADAO) ou através do número 0800 726 0101.

Ao ligar, o trabalhador deve sempre ter em mãos o número do seu PIS.

Veja também:
Veja o vídeo sobre direitos do trabalhador



Share/Bookmark

Como utilizar o Cartão Cidadão para sacar o PIS 2017-2018

Saiba como utilizar o Cartão Cidadão para sacar o PIS 2017-2018, consultar a data de pagamento, sacar o seguro desemprego ou FGTS.

Todo trabalhador cadastrado no PIS tem direito ao Cartão Cidadão, porém muitos desconhecem este direito e não sabem como fazer para ter o cartão cidadão.

O Cartão Cidadão vem com o número do PIS impresso nele.
Neste artigo vamos explicar como fazer e como utilizar o cartão cidadão para sacar o PIS 2017-2018.

O que é 

O Cartão do Cidadão é um cartão magnético emitido pela Caixa Econômica Federal que permite a você consultar suas informações sobre FGTS, Quotas do PIS e sacar os benefícios que tiver direito.
Como utilizar o Cartão Cidadão para sacar o PIS 2017-2018,

Como fazer o Cartão Cidadão 

Para ter que fazer Cartão Cidadão é necessário que você esteja cadastrado no PIS/PASEP, no Número de Inscrição Social (NIS) ou no Número de Inscrição do Trabalhador (NIT). Os dados cadastrais e o endereço devem estar atualizados e válidos perante a CAIXA.
  • Para fazer o Cartão Cidadão, você deve ir a uma agência da Caixa levando um dos seguintes documentos: Carteira de Identidade; 
  • Carteira de Habilitação - modelo novo; 
  • CTPS; 
  • Certidão Civil. 
Ou poderá também solicitar o cartão pela central telefônica, por meio do 0800 726 0101.
Deverá aguardar um período de 15 dias para a chegada do seu cartão, mas só poderá usá-lo após cadastrar a Senha Cidadão em uma agência da Caixa.

*O cartão não será emitido se você já possuir outro cartão referente aos programas de transferência de renda, como o programa Bolsa Família, pois todos possuem a mesma função, ou seja, consulta e recebimento dos benefícios sociais. 




Operações que podem ser realizadas com o Cartão Cidadão 

  • Consultar saldo e extrato da conta vinculada ao FGTS; 
  • Efetuar saque da conta vinculada ao trabalhador do FGTS, até o limite de R$1.000,00; 
  • Consultar saldo de quotas do PIS; 
  • Receber benefícios referentes aos programas de transferência de renda, abono salarial, rendimentos do PIS e Seguro-Desemprego. 


Como utilizar o cartão cidadão para sacar o PIS 2017-2018

Agora que você já tem seu Cartão Cidadão com a senha cadastrada poderá utiliza-lo para sacar seu abono salarial do PIS 2017-2018.

O PIS 2017-2018 começa a ser pago a partir de da segunda quinzena de julho.

Calendário de pagamento PIS PASEP 2016

Quando chegar a data do seu recebimento do PIS 2017, dirija-se a qualquer agência da Caixa, terminais de autoatendimento, casas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui com seu Cartão Cidadão e faça o saque do abono salarial do PIS 2017-2018 no valor de até R$ 937,00 para receber de forma integral (Veja novas regras)


Share/Bookmark

Programas sociais que utilizam o Cadastro Único

O Governo Federal precisa de algumas informações pessoas das famílias para poder gerir os seus programas, e para isso é necessário o Cadastro único.

É com esse cadastro que os cidadãos poderão participar dos benefícios sociais, pois há informações de: renda, quantidade de dependentes, endereço e outros dados relevantes.

O foco do Cadastro único são as famílias de baixa renda, que necessitam de auxílio dos benefícios sociais para completar a sua renda mensal.

Continue a leitura para saber quais são os benefícios sociais que exigem que o cidadão tenha cadastro único e como se cadastrar.

Qual a importância do Cadastro único?

Existem diversas fraudes em torno dos benefícios sociais. Podemos vê-las nos principais programas como o Bolsa Família. Pessoas com salários altos fazendo parte desse importante programa, burlando leis e tomando o lugar de famílias que realmente necessitam desse auxílio.

Pensando nisso, foi criado o Cadastro Único, que reúne informações reais dos cidadãos que se encontram em estado de pobreza e extrema pobreza. Esse cadastro tem como finalidade realizar o controle das pessoas que farão parte dos benefícios sociais oferecidos pelo Governo.

Como fazer o Cadastro Único?

Tanto o cadastro quanto a atualização poderão ser feitos no CRAS do município residente. É necessário levar documentos como: RG, Carteira de trabalho, comprovante de residência.

O município também promove visitas domiciliares para realizar o cadastro único, é necessário ter um responsável ou alguém com idade igual ou superior a 16 anos, portando os seus documentos de identificação para que o questionário seja respondido e o cadastro realizado.



É muito importante manter o cadastro único atualizado, pois os benefícios são variáveis e os valores recebidos também. No momento em que houver mudança de casa, trabalho, inclusão de membro da família ou exclusão, o responsável pela família deverá procurar o CRAS e atualizar essas informações.

Programas sociais que utilizam o Cadastro Único

O cadastro único é utilizado como base nos seus benefícios sociais, veja a lista dos programas que utilizam o cadastro único.
  • Programa Bolsa Família
  • Programa Minha Casa, Minha Vida
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambiental
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – PETI
  • Fomento – Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais
  • Carteira do Idoso;
  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda;
  • Programa Brasil Carinhoso;
  • Programa de Cisternas;
  • Telefone Popular;
  • Carta Social;
  • Pro Jovem Adolescente;
  • Tarifa Social de Energia Elétrica;
  • Passe Livre para pessoas com deficiência;
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos;
  • ID Jovem.
Alguns programas sociais exigem cadastro e atualização prévia do CadÚnico. Ou seja, não adianta realizar o cadastro único e em seguida solicitar a inclusão no benefício.

Share/Bookmark

Consulta Cidadão - Acesso dados do Cadastro Único na internet

Finalmente, o governo inovou e facilitou a vida dos beneficiários do Cadastro Único, permitindo a todos os cadastrados a Consulta Cidadão com acesso pela internet aos dados do Cadastro Único.

Saiba como funciona, o que é e como usar a nova ferramente online, o Consulta Cidadão.


O que é Consulta Cidadão

É uma ferramenta do Ministério do Desenvolvimento Social que tem como objetivo fundamental dar acesso aos beneficiários dos Programas Sociais do Governo Federal aos dados do Cadastro Único.

Esta ferramenta da Consulta Cidadão também possibilitará que os beneficiários imprimam o comprovante de inscrição no Cadastro Único. Até antes desta novidade, o cidadão tinha que ir até até o setor responsável no município para ter este comprovante ou ver os dados do Cadastro.
Consulta Cidadão

Sobre Cadastro Único

O Cadastro Único reúne informações de cerca de 27 milhões de famílias e é a porta de entrada para mais de 20 programas sociais, entre eles, o Bolsa Família. Para receber o benefício, é imprescindível manter o cadastro atualizado. Na nova página, as famílias poderão conferir, por exemplo, se estão ou não com as informações em dia. (site MDS).

Como funciona Consulta Cidadão

Para consultar, informe todos os dados solicitados na funcionalidade BUSCA POR NOME.

Veja agora como ter acesso ao Consulta Cidadão num passo a passo.
Primeiro acesse o link abaixo:




1) Preencha com todos os dados solicitados, conforme imagem abaixo:

  1. Nome completo
  2. Data de nascimento
  3. Nome da mãe
  4. Estado
  5. Clique no CAPTCHA
  6. Clique em Emitir

Lembrando que os dados devem ser os mesmos informados no cadastro que fez.

2) Na próxima tela clique no ícone “imprimir”:

Observe que  nesta tela, apos ter preenchido com todos os dados corretamente, poderá imprimir no canto direito da tela o comprovante de cadastramento.

3) Comprovante de Inscrição

 Agora, através da Consulta Cidadão, você poderá ter seu comprovante de cadastramento no CadUnico ou Cadastro Único, com todos os dados necessários, como nome do beneficiário, faixa de renda, data do cadastramento e todos os integrantes da família que estão cadastradas.



Para que serve o comprovante?

Este comprovante é um documento que pode ser exigido em muitos programas sociais, tanto oferecidos por Estados e Municípios, portanto, guarde o comprovante, pois ele é muito importante!

Atenção

Quem fez o cadastramento em menos de 45 dias não será possível fazer a consulta cidadão, pois os dados ainda não serão localizados, apos este prazo, poderá fazer a consulta e ter ver seus dados na internet e imprimir seu comprovante.

Share/Bookmark

PIS 2017 proporcional ao tempo de trabalho

PIS 2017 PIS 2017 proporcional ao tempo de trabalho - Apesar da tentativa do governo em reduzir o acesso a benefícios trabalhistas como o PIS PASEP, o abono salarial do PIS terá duas grandes  mudanças, que vai afetar em cheio o bolso do trabalhador.

No final de 2015 o governo editou uma Medida Provisoria onde dificultava em muito o direito ao PIS.

Vamos aqui falar qual é a mudança para o PIS 2016. Fique atento a todas as informações para entender bem sobre a novas regras do PIS 2017.
PIS 2017 proporcional ao tempo de trabalho



PIS 2017 - Novas regras - Propostas do Governo Federal/Câmara e Senado

O governo federal propôs pagamento do PIS proporcional ao tempo de trabalho e o tempo de carência para ter direito de 6 meses ininterruptos, com essa medida o governo queria economizar 18 bilhões de reais, junto também cm medidas que afetariam o seguro desemprego, o seguro defeso e a pensão por morte.

O pagamento do PIS desde 2016 passou a ser proporcional ao tempo de trabalho. Então o tempo passaria de 30 dias para 180 dias de trabalho com carteira assinada com ano anterior para ter direito ao PIS 2017.

Mas a MP ao passar para aprovação no Congresso Federal sofreu mudança, o tempo para concessão caiu de 6 meses para 30 dias, como sempre foi, valor do PIS 2017 continuaria proporcional ao tempo de trabalho.

Finalmente a MP passou no senado sobre fortes pressões das Centrais Trabalhista e dos trabalhadores e os senadores aprovaram, enfim a MP  e entrou em vigor a lei 13.134 de 16 de junho de 2016 e o tempo de trabalho para ter direito ao PIS permaneceu o mesmo, 30 dias para o pagamento do PIS 2017 proporcional ao tempo de trabalho.




PIS 2017 será proporcional ao tempo de trabalho

Ao passar pelo Senado Federal a Medida provisória MP 665 e depois virar lei as regras do PIS, ficaram da maneira abaixo:
>>> Calendário do PIS 2017

Terá direito ao abono salarial o empregado que trabalhar com registro em carteira no minimo por 30 dias em 2016. Além desta mudança, a nova regra de pagamento do PIS será proporcional ao tempo de trabalho, da mesma maneira que é feito o pagamento do décimo terceiro salário. 

Por exemplo quem trabalhou três ou 6 meses receberá respectivamente a 3/12 e 6/12 do abono salarial.

Portanto, o valor só será integral quem trabalhar por 12 meses em 2017.

Share/Bookmark

Consultar PIS

Consultar PIS é uma necessidade que todo trabalhador mais cedo ou mais tarde terá, pois o PIS é um dos maiores benefícios sociais do Brasil. O valor do abono salarial equivale a um salário mínimo e funciona como uma espécie de décimo quarto salário para milhões de brasileiros, por isso é importante saber consultar PIS de todas as maneiras existentes.


É através dele que o governo federal faz o pagamento há milhões de cidadãos. Todo ano o trabalhador passa pela mesma dificuldade para consultar PIS, pois na época que antecede o pagamento é o período de maior pico na página da Caixa onde a consulta do PIS é feita.


O que é o PIS

O PIS é um programa de transferência de renda, criado na década de 70 pelo Governo Federal, a sua sigla significa Programa de Integração Social. Tem como objetivo integrar o trabalhador na vida e no desenvolvimento da empresa.

Agora que já sabe o que é o PIS é importante saber quem tem direito ao PIS


Quem tem direito ao PIS

Para ter direito ao PIS não basta ter apenas a carteira assinada. Além disso, o trabalhador precisa estar enquadrado em requisitos legais. Como ter trabalhado pelo mínimo de 30 dias consecutivos ou não.

Ter recebido até dois salários mínimos no ano anterior de remuneração média mensal, para conhecer qual sua renda mensal saiba como calcular o PIS. Outro requisito importante é que a empresa que trabalhou no ano-base tenha enviado a RAIS com todas as informações corretas ao Ministério do Trabalho.

É possível consultar a RAIS Trabalhador para saber se a empresa enviou a RAIS.




Consultar PIS

Antes de qualquer coisa o PIS é um programa administrado pela Caixa Econômica Federal e é neste órgão que você encontra todas as informações necessárias sobre o PIS.

Para consultar PIS de maneira simples, sem ter que ir a uma agencia e pegar aquelas filas intermináveis a Caixa criou uma pagina para se fazer esta consulta.

No link abaixo é possível consultar PIS informando o número do PIS ou Pasep e a senha da internet.
Consultar PIS

Caso não possua uma senha cadastrada, clique em cadastrar senha e espere até o dia seguinte. Depois basta acessar a pagina e consultar o saldo e o extrato do PIS e a data de pagamento.

Mais informações na pagina do Facebook

Também poderá consultar PIS pelo telefone, através da Central de Atendimento no numero 0800 726 0207, mas também pode consultar PIS pela maneira tradicional, basta ou procurar qualquer Agência da CAIXA.

Share/Bookmark

Calendário do PIS 2017: Pagamento, valor e tabelas

Todos os anos o trabalhador a partir do mês de junho começam a pesquisar o PIS, veja aqui todas as informações sobre o Calendário do PIS 2017, quem tem direito, valor do PIS 2017, Tabela do PIS  e tudo mais referente a este abono salarial que tanto ajuda milhões de brasileiros.

O PIS também é chamado de abono salarial, pois é de fato um abono que o trabalhador tem direito quando cumpre algumas etapas. O valor do abono salarial 2017 é para todos que trabalharam em 2016 com carteira assinada. Muitos encaram este abono, como um décimo quarto salario. Este é o pagamento de beneficio social mais importante para os trabalhadores





Veja agora mais informações sobre o Calendário do PIS 2017.
Calendário do PIS 2017, pagamento e valor


Direito ao PIS 2017

Para o trabalhador ter direito ao PIS 2017, ele deve estar enquadrado  em algumas diretrizes adotadas pelo governo federal, veja quais são:
  • O trabalhador ter ter a carteira de trabalho assinada;
  • Deve possuir pelo menos 5 anos de cadastro no PIS/PASEP;
  • Deve ter trabalhado por pelo menos 30 dias em 2016 em empresa que tenha contribuído no Fundo PIS/PASEP
  • A empresa ainda deve ter enviado a RAIS com todas as informações corretas ao Ministério do Trabalho. 

Uma vez que você possua todos estes requisitos, deve fazer a consulta ao PIS, esta consulta pode ser feita tanto na Caixa, no site da Caixa, pelo telefone ou aplicativo.

Calendário do PIS 2017

Tanto a Caixa Econômica Federal, quanto o Ministério do Trabalho divulga no mês de junho de todos os anos o calendário do PIS, neste ano será o calendário do PIS 2017.

É de fundamental interesse do trabalhador ficar atento as datas e prazos para o saque, pois o pagamento do PIS começa no mês de junho de 2017 e vai até 30 de junho de 2018.

O pagamento é feito de maneira escalonada, ou seja, é feito conforme o mês de nascimento do trabalhador em 9 lotes.

O saque começa em junho e vai até março de 2018. O prazo final será em 30 de junho de 2018. Para poder fazer o saque do PIS 2018, o trabalhador deve ir a uma agencia da Caixa Econômica Federal, ou casas lotéricas ou os Correspondentes Caixa Aqui.

A maneira mais fácil de sacar o PIS 2017 é utilizando o Cartão Cidadão, caso não tenha, ai deve ir até a agencia para receber o pagamento do PIS 2017

Tabela do PIS 2017 Atual


Tabela do PIS 2017 para quem tem conta na Caixa


Tabela PASEP 2017


Valor do PIS 2017-2018

O valor do PIS 2017-2018 é de R$ 937,00, que é o valor de um salário mínimo, ma só receberá este valor quem trabalhou por 12 meses em 2016, caso contrário o valor será proporcional, de acordo com a quantidade de meses trabalhados.

Veja na tabela abaixo o valor que vai receber, de acordo com a quantidade de meses que trabalhou:



MESES TRABALHADOS (DIAS)                                    VALOR DO PIS 2017

1 (30 a 44 dias)R$ 79,00
3 (45 a 74 dias)R$ 157,00
3 (75 a 104 dias)R$ 235,00
4 (105 a 134 dias)R$ 313,00
5 (135 a 134 dias)R$ 391,00
6 (165 a 194 dias)R$ 469,00
7 (195 a 224 dias)R$ 547,00
8 (225 a 254 dias)R$ 625,00
9 (255 a 284 dias)R$ 703,00
10 ( 285 a 314 dias)R$ 781,00
11 (315 a 344 dias)R$ 869,00
12 (345 a 365 dias)R$ 937,00
O  valor do PIS passou a ser proporcional desde 2016, com a Medida Provisoria 665/2015, antes todos recebiam o valor integralmente, bastava apenas ter 30 dias de trabalho com carteira assinada no ano anterior ao do pagamento.

Assim para poder receber um salário mínimo, o trabalhador deverá ter trabalhador durante todo o ano-base.

Mas como já falamos no inicio, para poder receber o PIS 2017, o trabalhador deve ter direito. Veja agora de manira detalhada, quem tem direito ao PIS 2017


Quem tem direito ao PIS 2017

Para poder receber conforme o calendário do PIS 2017, o trabalhador tem que estar dentro das normas do governo federal. Quem tem direito são os trabalhadores que ganham até dois salários mínimos.

Somente tem direito ao PIS os trabalhadores de empresas privadas, já que os de empresas publicas ou órgãos públicos, tem direito ao PASEP.

Cadastro no PIS é de pelo menos 5 anos, este cadastro é obtido pelo empregado, em seu primeiro emprego.

A RAIS que é a Relação Anual de Informações Social, deve ser entregue ao Ministério do Trabalho dentro do prazo, caso seja enviada depois, o trabalhador terá seu pagamento atrasado. Caso o empregador não enviei a RAIS, o trabalhador perde o direito ao PIS, portanto é muito importante ficar de olho nesta entrega, procurar saber se ela foi enviada outro detalhe e também é que os dados devem estar todos corretos ou também o trabalhador pode não receber.

Como fazer o saque do PIS 2017

O saque somente pode ser feito, de acordo com o calendário do PIS 2017. Veja abaixo onde o trabalhador deve comparecer para receber seu abono salarial do PIS 2017.

  1. Agências da Caixa
  2. Caixas de autoatendimento da Caixa
  3. Casas Lotericas
  4. Correspondentes Caixa Aqui
Os documentos necessários para sacar o PIS:
Documento de identificação com foto  (RG,CTPS ou CNH)

Se possui o Cartão Cidadão não precisará de documentos, apenas ter o cartão e senha cadastrada na Caixa.

Conclusão

Portanto, se tem direito a receber o PIS, você, trabalhador, deve ver se está enquadrado nas condições exigidas pelo governo, verificar através de uma consulta ao PIS se realmente o pagamento estará liberado e depois conferir no calendário do PIS 2017, o dia de pagamento.


Share/Bookmark
SITE NÃO OFICIAL: Aqui você encontra tudo sobre o PIS e informações sobre benefícios sociais.